18/10/2018

Conselhos, Lições e Dicas da Sil #53


Falando metaforicamente: existe o Céu e o Inferno, e entre ambos, existe você.
E você só pode escolher um. Qual você escolhe? 

Parece óbvio escolher o céu...
Mas a maioria escolhe o inferno.

O inferno não é um lugar é um estado.

Nos infernizamos mentalmente, pensando coisas ruins e negativas, imaginando idéias e situações insanas, criando vozes e diálogos internos diabólicos que nos atormentam e tiram a nossa paz e confiança.

Nos infernizamos emocionalmente, permitindo-nos ser possuidores de emoções miseráveis e de sermos dominados pelas frequências emocionas mais baixas. 

Nos infernizamos comportamentalmente, quando agimos de modo oposto ao que sentimos, cremos, desejamos e somos capazes.

Muitas vezes estamos tão infernais que seríamos capazes de infernizar o tal inferno bíblico, mas desconfio que nesses dias até o próprio capiroto temeria a nossa presença.

O inferno que você alimenta dentro de você, cria uma vida limitada, cheia de insatisfação e frustração. 

Empenhe-se na direção de aprender a viver melhor dentro de si próprio (melhores pensamentos, melhores emoções, condutas melhores), e os seus demônios interiores se auto-exorcizarão, e toda a verdade divina, que existe intacta dentro de você será vista.

Não conceda ao seu inferno atenção demais.

Expanda o céu (a paz, o bem, o amor, a bondade, a compaixão, a aceitação, a tolerância, a harmonia, a serenidade, a leveza, o otimismo, o não julgamento, etc.)  e tantas outras características boas que habitam em você e a vida fluirá naturalmente.

Viver o céu é um estado de ser onde o que você pensa/diz, o que você sente e o que você é, estão em perfeita congruência.

Por Silvia Parreira


Cursos e Programas Exclusivos

Cursos e Programas Exclusivos