28/09/2010

DANÇA x QUALIDADE DE VIDA

COMO A DANÇA PODE CONTRIBUIR PARA A QUALIDADE DE VIDA

Por Silvia Parreira
A dança é uma forma de expressão e comunicação, talvez a mais antiga conhecida (desde os primórdios das civilizações humanas). Segundo alguns historiadores, nos tempos primitivos o ser humano ainda não havia desenvolvido uma linguagem verbal articulada, mas já praticava uma linguagem não verbal, a dança, como forma de comunicação.
Existem muitas definições para a dança. Talvez uma das mais interessantes seja a do filósofo francês Roger Garaudy: “A dança não é apenas uma forma de expressão, mas um modo de viver.” Essa definição vem de encontro à questão da dança como uma das atividades físicas que pode contribuir para a qualidade de vida do ser humano no terceiro milênio.
A dança pode transformar a vida diária de quem a 
pratica mais saudável, pois, além de atuar de forma terapêutica e corretiva, ela proporciona a seus praticantes várias contribuições significativas, tais como :


• Desenvolvimento da auto-confiança;
• Permite a sociabilização e o divertimento;
• Estimula a circulação sangüínea;
• Desenvolve capacidades físicas básicas como coordenação motora, agilidade, flexibilidade, resistência muscular e ritmo;
• Melhora o sistema cardio-respiratório;
• Libera a tensão muscular e diminui o stress;
• Queima calorias;
• Aumenta a percepção corporal;
• Melhora a auto-imagem;
• Estimula a disciplina e a criatividade;
• Desenvolve a postura e o equilíbrio.


A dança em si não provoca qualquer tipo de dano, nem mesmo músculo-esquelético ou postural, como muitos leigos costumam afirmar. O problema é que muitas vezes ela é aplicada de forma empírica, sem o necessário conhecimento de anatomia, fisiologia, cinesiologia e desenvolvimento motor, e sem o embasamento científico e pedagógico necessários para a sua aprendizagem.

A dança pode ser praticada tanto para fins lúdicos, como terapêuticos ou ainda destinada à uma profissão.


Dança é saúde. Pratique esta idéia!




Através da Dança podemos nos libertar e sentir em si a essência da própria vida.

A dança é um maravilhoso instrumento para o autoconhecimento.

Quando nos entregamos aos movimentos e aos exercícios que a dança propõe, entramos em contato com os nossos próprios bloqueios e limitações. Este reencontro consigo mesmo permite o despertar dos potenciais adormecidos e a libertação dos condicionamentos e padrões indesejados, aquele
s que negam a nossa verdadeira essência.

Através da dança
podemos despertar a consciência do poder interior e expressar, de forma simples e direta, os anseios da alma.




"Eu sou o Verbo
que brincando e dançando
fiz todas as coisas.
Respondei agora ao meu dançar.
Compreendei dançando tudo o que faço.
Quem não souber dançar
não compreenderá nada do que está acontecendo.
Eu Sou a Música.
Dançai.”“.





Cursos e Programas Exclusivos de Coaching

Cursos e Programas Exclusivos de Coaching